Porque eu decidi fazer uma trilha de 16 Km pela primeira vez

O artigo de hoje foge um pouco do que eu costumo falar por aqui, mas como foi uma coisa diferente pra mim eu gostaria de compartilhar com vocês 🙂

Aqui na cidade em que moramos existe um grupo de estrangeiros que organiza uma caminhada ou trilha que chamamos de HASH, a cada quinze dias; Normalmente essas trilhas costumam ser longas e afastadas da cidade, mais próximas da natureza sem o caos que uma cidade de oito milhões de habitantes pode oferecer.

Claro que eu, Evelyn, nunca havia cogitado participar de um hash, quem em conhece sabe que não sou o tipo de pessoa adepta a esportes e muito menos caminhadas em montanhas! Esse é um hábito muito comum entre os chineses, mas eu sempre deixei bem claro que não sou a pessoa que vai gastar uma tarde na montanha, odeio subir ladeiras caminhando, passar calor e sentir dor, logo uma trilha de 16km jamais estaria nos meus planos.

Pois bem, na semana passada fomos convidados para participar do Hash que aconteceu no último domingo, inicialmente só o meu marido confirmou a presença (óbvio que não gastaria minha tarde de domingo caminhando e passando calor na montanha) porém depois de muita insistência do Marcio AKA marido 😀 PASMEM, eu decidi ir também!

Mais do que fotos bonitas o que eu quero compartilhar com vocês é o porquê de eu ter decidido participar dessa trilha; Ultimamente tenho refletido muito sobre o meu estilo de vida, a pessoa que tenho me tornado e o tipo de mãe que quero ser para os meus futuros filhos, e percebi que é muito fácil falarmos não para aquilo que não nos agrada ou aquilo que nunca nem tentamos! E já que o sentido da vida é VIVER PLENAMENTE por que recusarmos novas experiências?

Naquele domingo eu resolvi sair da minha zona de conforto e confrontar a mim mesma. Caminhei por quatro horas, subi e desci uma montanha, perdi o fôlego, achei que ia desmaiar, vi meu marido ser atacado por marimbondos, fiz xixi no meio do mato, bebi cerveja no meio do caminho, dei muitas risadas, me sujei, me descabelei e vi o dia terminar em meio a natureza em um vilarejo no interior da China; Quando que algum dia iria imaginar passar por isso do outro lado do meu mundo?

Evelyn, garota vinda do interior do Mato Grosso Do Sul, destemida fez sua morada em São Paulo, casou e refez seu lar 16,622 km longe de tudo que conhecia, tem como meta viver o máximo que puder viver; Não ter ido a essa trilha teria sido uma ofensa a essa menina que saiu de casa aos 18 anos pra desbravar o mundo.

Termino esse artigo com as fotos dos meus primeiros 16 km de trilha e alguns questionamentos:

  • O que te move?
  • O que faz com que você saia da sua zona de conforto?
  • Você é feliz com a pessoa que você tem se tornado?

Beijos & Be Colorful!

Deixe uma resposta