Doses de reflexão, resultado de onze dias em casa

Oi, tudo bem? 

Desculpa pela ausência, tivemos alguns problemas técnicos e outros nem tão técnicos 😀 

Pensei muito sobre o que escrever pra vocês, gostaria de compartilhar fotos e relatos das viagens que fiz com as minhas amigas entre dezembro e janeiro, momentos de pura alegria! Porém, antes de tudo, me sinto no dever de falar alguma coisa sobre a atual situação que estamos vivendo na China, não, NÃO irei falar sobre o vírus que tomou conta dos nossos dias e redes sociais 🙂 Mas confesso que os últimos dias tem sido exaustivos, não só porque não podemos sair de casa, mas pela carga de pensamentos depositados diariamente em nossas mentes. As notícias são tantas que os dias ficam pesados e cansativos, e mesmo estando em casa procuramos escapar da realidade e criar um infinito particular de momentos bons.

Pensando nisso escolhi algumas fotos dos dois últimos janeiros vividos aqui e optei por compartilha-las com vocês; Junto com as fotos também escrevi algumas “doses de reflexão” trechos de textos, artigos e posts que tenho lido ultimamente.

Claro que tenho sentido uma saudade enorme dos dias que podíamos escolher sair de casa pra tomar café da manhã na padaria, momentos simples que sempre foram muito importantes pra mim (e continuam sendo) por isso não demore para perceber o que realmente te traz felicidade, não gaste seus dias pensando no que poderia te fazer feliz, ao invés disso repare naquilo que traz doses diárias de alegria.

Temos visto/presenciado tantos acontecimentos ruins ultimamente que por vezes deixamos de enxergar as coisas boas/bonitas, como se estas se anulassem diante de tantas coisas ruins. Nós realmente queremos que o belo seja anulado? Não deixe de reparar e compartilhar as coisas bonitas que te rodeiam, precisamos ser mais sensíveis.

Se tem uma coisa que tenho exercitado muito ultimamente, é a minha paciência! Tem sido difícil, não vou negar 😀 Porém a vida é uma linha que ou pára e deixa de existir ou continua a nos levar para frente e nesse caminho alguma coisa sempre irá acontecer, não cabe a nós adiantar os fatos, mas sim desfrutar e aprender com os acontecimentos pelo caminho.

O que é extraordinário pra você?

Respirar é extraordinário! Amar é extraordinário! No meio desse caos todo dos últimos dias temos visto o extraordinário nas coisas simples, que antes passavam despercebidos. Por que somos tão insensíveis? Por que precisamos de uma crise para valorizar o que temos de graça diariamente? Sonhe alto, grande, seja ambicioso, mas não esqueça o extraordinário que é nos dado de graça diariamente.

Sabe o amor, aquele sentimento que faz a vida ser mais vivida? Pois é, ele esta ai e aqui todo o tempo camuflado em momentos, pessoas, animais, músicas, poesia… Encontre-o, sinta e compartilhe.

… e tudo bem! Cada coisa no seu tempo, não tente acelerar e mudar aquilo que você não tem como controlar, vai ser um stress desnecessário, ao invés disso tente desfrutar a ‘desordem’ das coisas.

Clichê necessário ser lembrado. Pare agora e tente lembrar qual foi a última vez que você se sentiu feliz, pra mim foi hoje pela manhã quando meu cachorro escorregou e ficou dormindo encima de mim, 30 quilos de felicidade logo cedo hahaha

Respeito é uma coisa que deveria vir de ‘fábrica’, assim como a empatia, deveríamos nascer assim porque tem sido tão difícil ver um mundo com tanto desrespeito e indiferença presentes no dia a dia 🙁

Eu, particularmente, acho lindo ser diferente. Imagina só o tédio se todos nós fôssemos iguais? Imagina se as bandeiras de todas as nações fossem todas da mesma cor, se todo o mundo falasse o mesmo idioma, mesmo sotaque, mesmo jeito de andar…

Melhor do que ter um momento feliz é saber reconhecê-lo e aproveita-lo ao máximo.

Lembra que perguntei quando foi a última vez que você se sentiu feliz? Pois é, vai lá e repete!

Decidi escrever esse artigo hoje com a intenção de tocar o seu coração e fazer com que você enxergue o outro lado da situação.

Coisas ruins são resultados de ações ruins, então por que não passamos a exercitar boas ações? Ao invés de parar para criticar alguém pense que essa pessoa não foi ruim e não fez coisas ruins a vida inteira, em algum momento teve algo bom sendo feito ali, foque no lado bom! Não somos coisas, somos pessoas, temos um cérebro e um coração, erramos mas também somos capazes de acertar.

“O que aconteceria se, em vez de raiva, gritos, exercitássemos a escuta, a empatia e tentássemos entender o outro?”

11 dias sem sair de casa, seguimos bem, exercitando a compreensão, empatia e paciência, com a esperança que a situação se normalize em breve mas que as pessoas não sigam normais e sim renovadas.

Beijos & Be Colorful! 

Deixe uma resposta